Total visualizações de páginas, desde Maio 2008 (Fonte: Blogger)

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

P126 - 1969-1997: prisioneiros de guerra - Guiné 1970

A Revista “Expresso” Nº 1309 de Sábado 29 de Novembro de 1997


 Publicou uma notícia acerca dos prisioneiros libertados aquando da invasão à Guiné-Conacri por uma força naval de cerca de 400 homens comandada pelo capitão-tenente Alpoim Calvão na madrugada de 22 de Novembro de 1970, tendo libertado das cadeias do PAIGC (Partido Africano Independência Guiné e Cabo-Verde), 25 militares portugueses e um civil.


Transcrição do texto de José Manuel Saraiva, as fotos são de: Jorge Simão, Luís Filipe Catarino, Sérgio Granadeiro, Alberto Freitas, António Pedro Ferreira, Alberto Frias e Luiz Carvalho. Com a devida vénia.

1969-1997: prisioneiros de guerra

27 Anos Depois De Conacri

O EXPRESSO JUNTOU, NO ÚLTIMO SÁBADO, (22NOV1997) EM LISBOA, 16 DOS 25 MILITARES PORTUGUESES LIBERTADOS DAS CADEIAS DO PAIGC NA SEQUÊNCIA DA INVASÃO DA GUINÉ-CONACRI PELAS TRPOS DE ALPOIM CALVÃO. O ENCONTRO CONCIDIU CAM A DATA DE ANIVERSÁRIO DA OPERAÇÃO, JUSTAMENTE CONSIDERADA A MAIS ESPECTACULAR DE TODAS AS MISSÕES REALIZADAS PELAS FORÇAS ARMADAS PORTUGUESAS NAS TRÊS FRENTES DE BATALHA. DESSE GRUPO DE EX. PRESIONEIROS, UM JÁ MORREU DOIS ESTÃO NA MADEIRA, TRÊS VIVEM NO ESTRANGEIRO E OUTROS EM PARTE INCERTA. DESDE O REGRESSO À PÁTRIA, NA PRIMEIRA SEMANA DE DEZEMBRO DE 1970, NUNCA MAIS SE HAVIAM VISTO. ALGUNS VIVEM EM CONDIÇÕES DE POBREZA AFLITIVA; OUTROS AINDA SE NÃO REFIZERAM FÍSICA E PSICOLOGICAMENTE DOS ANOS HORRÍVEIS NAS CADEIAS DE CONACRI.


























Sem comentários: