Total visualizações de páginas, desde Maio 2008 (Fonte: Blogger)

Calcule seu Peso Ideal
Sexo: M F
Sua altura: m
Segure seu punho com o indicador e o polegar da outra mão. Seus dedos se tocam?
Não Sim, justos Sim, e sobram

domingo, 11 de dezembro de 2011

P 133 - Últimos Meses do último Chefe do Estado-Maior do CTIG / Guiné (1973/74) - Apontamentos biográficos: Agosto 1974: CCAÇ 21 toma o Quartel em Bambadinca e exige 300 mil escudos por homem para entregar a arma


Nota introdutória: MSG trocadas sobre apontamentos biográficos entre Luís Vaz,(filho do último Chefe do Estado Maior do CTIG, Coronel Henrique Gonçalves Vaz) Sousa de Castro, tertúliano da Tabanca Grande, "luisgracaecamaradasdaguine" e Luís Graça, editor da Tabanca Grande "luisgracaecamaradasdaguine"


De: Luís Vaz [mailto:luisbelvaz@gmail.com]
Enviada: domingo, 11 de Dezembro de 2011 01:14
Para: Sousa de Castro
Assunto: SECRETO ou para Publicar? "Últimos Meses do último Chefe do Estado-Maior do CTIG / Guiné (1973/74)" por: Luís Gonçalves Vaz

Caro Sousa de Castro;

Como deve estar de fim-de-semana e não me pode responder, envio-lhe na mesma "meu o Artigo" de que lhe falei,


"Últimos Meses do último Chefe do Estado-Maior do CTIG / Guiné (1973/74)"


 Leia-o com cuidado por favor, e dê a ler ao EDITOR CHEFE, e em sintonia… decidam, ou não publicam ou publicam, já que nas notas pessoais, retiradas das Agendas pessoais do meu falecido pai, e não censuradas por mim!!!, falam um pouco de alguns casos de indisciplina, mas foi o que se passou (poderão ferir susceptibilidades...)! Com mais ou menos "Dignidade", o FIM do Império Português teve episódios menos felizes!… A DECISÃO É VOSSA, antigos Combatentes e "Mentores destes Blogs", como tal aceito qualquer que for a vossa decisão, inclusive a sua publicação mas , retirarem algumas Notas, se assim o entenderem.

 Abraço e BOM TRABALHO e BOM Fim-de-semana:

 Luís Beleza Gonçalves Vaz
(filho do Coronel Henrique Gonçalves Vaz)



No dia 11 de Dezembro de 2011 12:39, Sousa de Castro <sousadecastro@gmail.com> escreveu:

Caros amigos e camaradas,

Envio msg de extrema importância, que me foi endereçada pelo filho (Luís Vaz) do Coronel Henrique Vaz, último chefe do Estado Maior do CTIG.

Deixa ao nosso critério de a publicar ou não, gostaria da v/opinião PT
Abraço,
Sousa de Castro

E a resposta do Luís Graça não se fez esperar: domingo 11-12-2011 13:10

Sousa de Castro e Luis Vaz:
As minhas melhores saudações param os dois. Muito obrigado pela confiança que em mim depositam, em mim e neste blogue que é de todos. Acabei de ler, na vertical, as notas pessoais do Cor Henrique Vaz. Julgo que são preciosas e publicáveis...É um bom serviço que o Luís presta à memória do pai e dos demais ex-combatentes no CTIG. Este período foi doloroso para todos nós. Mas a sua gestão também foi inteligente e corajosa. Temos que saber todos, através do testemunho de atores como o pai do Luís, a importância e a delicadeza da missão... Vou publicar, mas antes vou apresentar o Luís à Tabanca Grande. Ele merece estar entre nós. Ele e a memória do seu pai. Um bom fim de semana.
Luis Graça




Últimos Meses do último Chefe do Estado-Maior do CTIG / Guiné  (1973/74)

Por: Luís Beleza Gonçalves Vaz
(filho do Coronel Henrique Gonçalves Vaz)


Coronel do CEM Henrique Gonçalves Vaz (Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Artª4    NOMEAÇÃO DE PESSOAL PARA O ULTRAMAR:

“…Que, segundo a nota nº 015372 Pº 102.020 de 09MAI73 da RO/DSP/ME, por despacho de 18ABRIL de 1973,  foi nomeado para servir no CTIG, por ESCOLHA, nos termos da alínea a) do nº1 do artº 20º do Dec. Lei 49107 de 1969, o Exmº Coronel do CEM HENRIQUE MANUEL GONÇALVES VAZ, Comandante deste Regimento de Cavalaria nº 6, para substituição do Exmº Coronel do CEM  JOSÉ GONÇALVES DE MATOS DUQUE, nas Funções de Chefe do Estado-Maior do CTIG …”
(In:  O S. nº119 de 21/05/1973 do Regimento de Cavalaria nº6) 




(Alguns excertos dos registos pessoais do Coronel do CEM,  Henrique Manuel Gonçalves Vaz, no ano de 1974, no Teatro de Operações da Guiné Portuguesa)


Bissau, 6 de Janeiro de 1974

"...Às 16h 15m, houve uma reunião de análise operacional na Sala de Operações do C. C. (Comando Chefe). Decorreu bem. Foi a 1ª Operação planeada pelo nosso General (Bettencourt Rodrigues), seu Estado Maior e Estado-Maior do CTIG e demais ramos das Forças Armadas ………… e nossa análise. No final, o General Comandante-chefe recordou-a com emoção!..."

Coronel Henrique Gonçalves Vaz (Chefe do Estado-Maior do CTIG)


Coronel Henrique Vaz, ao lado esquerdo do general Bethencourt Rodrigues numa cerimónia oficial em Bissau, no ano de 1973.
 Bissau, 7de Janeiro de 1974
"... Soubemos hoje á noite, que em Canquelifá, foram mortos em combate, 6 Cubanos e mais 6 Africanos do INI (inimigo). Uma equipa Fotográfica do Batalhão Fotocine, seguiu de madrugada para lá, a fim de obter imagens. ..."


Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)








Nota: Nesse combate morreu um militar das N.T, o  Ranger:LUÍS FILIPE PINTO SOARES (Furriel Miliciano de Operações Especiais) Companhia de Caçadores 3545


O Coronel Henrique Vaz, Chefe do Estado-maior, comandando exercícios com fogos reais, na zona oeste da Guiné (Pelundo- 1973).
Bissau, 28 de Janeiro de 1974

"... Visita a Bambadinca, voamos num Dornier 28 dos TAGP. Regressamos depois do almoço. De tarde visitou-se o Bat. de Engenharia e o Bat. de Serviços de Material na ... . Em seguida Briefing no C. C. (Comando Chefe). ..."
Coronel Henrique Gonçalves Vaz
(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Bissau, 1 de Fevereiro de 1974

"... Às 07h30m estava no Q. G. a preparar os despachos dos dois Brigadeiros. Às 19h50m, estava a sair do Quartel General. ..."

Coronel Henrique Gonçalves Vaz
(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Bissau, 6 de Fevereiro de 1974

"... Em visita particular, vem ao Q. G. o General Câmara Pina, antigo CEME. Foi recebido na Sala de Operações... . No final conversou no gabinete do Comandante do CTIG. ..."
Coronel Henrique Gonçalves Vaz
(Chefe do Estado-Maior do CTIG)
Bissau, 22 de Fevereiro de 1974
"... Cerca das 19h e 10 m quando me encontrava na gabinete do brigadeiro Comandante Militar (Banazol), com este e com o Brigadeiro 2º Comandante (Figueiredo), rebentou um explosivo colocado na casa de banho que a destruiu, assim como algumas das dependências contíguas. A forte deslocação do ar, rebentou a porta e os vidros que foram projectados em frente, onde se encontrava o Brigadeiro 2º Comandante, de pé, e que caiu na direcção onde eu me encontrava sentado. O Brigadeiro Comandante Militar sentado na minha frente ainda sofreu. O 2º Comandante foi levado para o Hospital de Bissau, visto sangrar bastante de uma ferida na parte posterior da cabeça. Eu tive leves arranhões, de que me tratei no posto de saúde da C.C.S. (Comando da Companhia de Serviços). Estavam também presentes, no Gabinete Central, o Major Ferreira da Costa e o Tenente Abrantes. Também presentes nos respectivos gabinetes, a minha ordenança (Ernesto), o Sambu J., 1º cabo e ordenança do 2º comandante e o Jaló (Djaló) meu condutor, estava também no meu gabinete. 
      Ninguém ficou ferido gravemente. Foi um verdadeiro milagre! ..."
Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)
Bissau, 2 de Abril de 1974
“…Visita do Brigadeiro Sales Grade (Director da Arma de Transmissões) e jantar ás 20h30…”
“… Às 08h14m levantamos voo, em avião do TAGP para a Aldeia Formosa, com o nosso Brigadeiro Comandante, o Tenente.-Coronel Maia e Costa, Cmdt do Bat. Eng., o Major Marques, oficial de operações do Batalhão de Engenharia, o Tenente Abrantes, adjunto do Nosso Brigadeiro e eu. Chegamos e o Tenente.-Coronel Ramalheira, Cmdt de Batalhão e o 2º Cmdt, Major Lopes, fizeram um Briefing, rápido …e o oficial de operações do Batalhão de Engenharia também explicou …  e depois de darmos uma volta ao aquartelamento, fomos pela estrada com uma escolta. …Passamos por Mampatá … faltavam 4 km para ligar á estrada que vem de Buba. Correu uma equipa com …. e vieram com eles dirigidos pelo Alferes Campos: Verdadeiro espírito de missão, entusiasmo e eficiência. Estivemos em 2 Pedreiras… De regresso paramos em Manpatá (Saltinho, no extremo sul do território) e vi a árvore que dá o nome à Povoação. Regressamos às 12h 00 e não aterramos em Buba. …”

Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Visita a uma unidade com o Comandante-Chefe, General Bettencourt Rodrigues (1973)
Vendo-se em 1º plano, da esq. para drt.: Cor. Henrique Vaz, GEN. Bettencourt Rodrigues e Brig. Banazol
Bissau, 3 de Agosto de 1974
"... Estamos de prevenção, pois hoje é o Aniversário do Massacre do Pigiguiti. Tropas Europeias ... nas Unidades. ..."
Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Bissau, 12 de Agosto de 1974

"...Reunião exploratória, dirigida pelo Comandante Militar com novas orientações do planeamento pela 4ª Repartição. ..."

Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Bissau, 16 de Agosto de 1974
... Este foi um dia tremendo de trabalho e emocionante com as notícias de Bambadinca, em que a Companhia. de Caçadores nº 21 a tomar conta do aquartelamento e a exigirem 300 contos por homem, para entregarem a arma e passarem à disponibilidade! Foi para lá o Governador Brigadeiro Fabião e ao fim da tarde foi recebida a notícia de que tudo estava resolvido. ..."

Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)
Bissau, 20 de Agosto de 1974

"... Despediram-se o Major Barreto Fernandes e o Tenente Abrantes, respectivamente, chefe da Secção de M.M. e Adjunto do Brig. Comandante. Desde 17 que oficialmente se constitui o Q. G. unificado para o C. C. (Comando Chefe) e CTIG . Publicado em Ordem de Serviço do Comando Chefe.
Soube-se hoje após o almoço que irá vigorar o esquema:
- Totalidade de pessoal (-6000) evacuado até 20 de Setembro de 1974 ……
- Restantes até Dezembro (?)
- Entretanto vai-se “evacuando” o material  ..."

Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Bissau, 22 de Agosto de 1974

"... História do Batalhão de Cavalaria nº 8320 do Tenente-Coronel Ferreira da Cunha, que se pôs a andar do CUMERÉ, depois da 3ª refeição, em direcção a Bissau, a pé, sob chuva inclemente. Minha actuação ..."
Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)
Bissau, 23 de Agosto de 1974

"... Durante o dia, as "resistências" do Batalhão indisciplinado vieram ao de cima ... e não teve remédio (o Comandante Militar) senão ....  ceder! fazendo embarcar o pessoal amanhã à tarde! Eu não desisti e chamei sempre  à atenção para a gravidade da situação. ..."

"... Reuni com a comissão que veio de Lisboa sobre os “Planos de Retirada”: Hipótese A e B. Mandei  fazer a lista uma a uma para...."
Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Cor. Henrique Vaz, em Nova Lamego com o Brg. Banazol, perante um desfile de um pelotão de Milícia, no âmbito do encerramento da instrução. Guiné - Setembro 1973
Bissau, 24 de Agosto de 1974
"... O UIGE com o Batalhão do Cunha, o "famigerado" Batalhão de Cavalaria nº8320 de Bula, partiu a princípio da madrugada para Lisboa. Estive atento no Cais a vê-los partir! Disseram-me que até hastearam uma bandeira vermelha com a foice e o martelo!..."
Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Bissau, 26 de Agosto de 1974

"... Hoje à tarde, soube-se que sairíamos da Guiné até 31 de Outubro de 74 e em 10 de Setembro será proclamada a Independência da Guiné! FIM de uma triste aventura, muito Inglória a que nos levaram os...."
Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)
Bissau, 30 de Agosto de 1974

"... Reunião no Palácio do Governador às 18 00 h, de acordo com os acontecimentos na Metrópole, de apoio ao General Costa Gomes e repúdio das manobras reaccionárias ..."
Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Bissau, 9 de Setembro de 1974
 
“… Estive até às 20 00h no meu gabinete com o Tenente-Coronel Virtuoso (?) e o Capitão (S)Lomba, a finalizarmos o “Estudo da Comissão Liquidatária do QG/CTIG em Lisboa” e dos elementos que ficam em Bissau de 30 de Setembro a 31 de Outubro. …”

Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG

Bissau, 21 de Setembro de 1974

"... Acabei o célebre trabalho de saber quantos militares estão em Bissau até 31 de Outubro. Mérito mais que o desejado. ..."
 
Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)
Bissau, 23 de Setembro de 1974
"... Tive muito que fazer hoje! consegui fazer a “Carta sobre a Redução de Efectivos e Comissões Liquidatárias”. Às 20h 30m fomos ao Aeroporto receber o Ministro da Coordenação. interterritorial. (António Almeida Santos) ..."

Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Cor. Henrique Vaz com Maj. Aragão, em visita a uma Tabanca - Guiné, 1974
Bissau, 3 de Outubro de 1974

"... Quando regressava a casa, cerca das 23h 30m, ao cruzar-me, em Sª Luzia com o Lemos, soube por este, que o  Brigadeiro Fabião tinha sido escolhido por maioria para Chefe de Estado-maior do Exército. ..."
Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Bissau, 4 de Outubro de 1974

"...Soubemos hoje que o nosso regresso se efectuaria a 15 deste mês! Novos planos, novas missões e novos aspectos  de vários problemas a encarar! ..."

“… O Morgado soube que estava indicado para C.E.M. (Chefe do Estado-Maior) da Região Militar de Évora. Reagiu logo e o Brigadeiro Figueiredo mandou fazerconsiderando-o indispensável na Comissão Liquidatária em Lisboa. …”

Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Bissau, 5 de Outubro de 1974

"... Dia de trabalho derivado da antecipação da nossa saída em 15 deste mês (pois passou para 14 de Outubro) ...
Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)
Bissau, 5 de Outubro de 1974

"... Trabalhei no Quartel General de manhã e de tarde. Só  amanhã  saberemos se virão os dois navios, Uige e Niassa ou só o primeiro! ..."

Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)
Bissau, 9 de Outubro de 1974

"... Fui convidado pelo Comodoro Ricou para ir às 19h 00 a casa do Comodoro Almeida D`Eça, festejarmos “as suas primaveras”. Estiveram os Comandos da Marinha, o Brigadeiro Fabião e o Big. Figueiredo, o Coronel M. Lopes, Majores Capela e Mourão e ..."
"... Tenho andado muito ocupado com a organização das "Cargas dos aviões", pois por despacho escrito do nosso Brigadeiro, determinou que eu me responsabilizasse pelo assunto. Tenho assim trabalhado muito nestes últimos dias, o que me tem dado satisfação ..."

Coronel Henrique Gonçalves Vaz
(Chefe do Estado-Maior do CTIG)
Bissau, 10 de Outubro de 1974

"...  
Ao fim do dia o Major Mourão veio perguntar-me se tenho pronto o “Plano de Entrega dos Aquartelamentos” para o levar ao Brigadeiro Fabião ..."

“… Fui ao Q.G. “fazer” os últimos avisos”. Ao fim da tarde um dos dois aviões TAM de 13, por proposta da F. A (Força Aérea Portuguesa), passou para 12 !!! ÀS 14h00m iniciei a organização apressada das malas, que …”

“… Às 16h 30m vieram visitar-me a casa, o Dr. Silva B. e mais um pessoal do PAIGC, acompanhados pelo Major Aragão. Recebi-os com atenciosa referência. …”

Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

Bissau, 11 de Outubro de 1974

"... Tivemos às 15H00, na Amura uma reunião com os comandantes do PAIGC, comandante Gazela, comandante  BOBO KEITA  e o comandante   ... (... do próprio) Correia,  sobre a entrega dos quartéis de Sta Luzia e outros. ...""... Fomos jantar ao Palácio, julgo que todos ou a maioria dos oficiais do Quadro Permanente presentes na Guiné. Jantar volante, simpático e descontraído, num ambiente alegre e ... . Anedotas contadas pelo Coronel Lemos e pelo Major Lemos Alves. ..."

 Coronel Henrique Gonçalves Vaz(Chefe do Estado-Maior do CTIG)

NOTA:
Comandante BOBO KEITA,
Fez parte de todas as delegações do PAIGC que negociaram o reconhecimento da independência da Guiné-Bissau, depois do 25 de Abril.  Morreu em Lisboa em Janeiro de 2009.

Comandante GAZELA
Cabral de Almada, conhecido por "Comandante Gazela" (na nota do coronel Henrique Vaz só o refere como GAZELA)


Sobre os “Planos de Evacuação da Guiné” (Abril/Outubro de 1974)
“…Noutro documento, sem data, que surge aparentemente anexo a este “Plano de Evacuação” são listadas um total de 77 unidades. O extenso documento inclui várias páginas com uma grelha onde estão listadas, da esquerda para a direita o nome da unidade, o trajecto (localidade onde está, percurso e destino, Bissau), e outros pormenores, como data de saída da localidade, chegada a Bissau, aquartelamento, partida para Lisboa, etc. etc. Este segundo documento tem, no final, o nome do Comdt Militar, Brigadeiro Galvão de Figueiredo, mas não está assinado por este. Está, sim, autenticado pelo Chefe de Estado-Maior, Henrique Manuel Gonçalves Vaz, Coronel do CEM. … “
Paulo Reis (Jornalista) in:


Hastear da bandeira da Guiné-Bissau em Canjadude em 20 de Agosto de 1974.
(Foto de  João Carvalho – 1974 – com a devida vénia)
Nota: Peço desculpa, se ao transcrever algumas  notas pessoais do meu falecido pai, Coronel Henrique Gonçalves Vaz ,troquei ou alterei o nome de algum militar português, interveniente nestes últimos meses, no Teatro de Operações da Guiné, pois foi sem intenção e devido à dificuldade de ler, algumas passagens nos seus registos pessoais .

                                            Luís Gonçalves Vaz 
(filho do último Chefe e Estado-Maior do CTIG, Coronel Henrique Gonçalves Vaz)



Biografia do Coronel Henrique Manuel Gonçalves Vaz (fase da Guiné)
          Em 1973 é nomeado (Escolhido segundo a Ordem de Serviço nº119 de 21/05/1973 do Regimento de Cavalaria nº6) para servir novamente no Ultramar e embarca em Lisboa, em 7 de Julho, com destino desta vez para o C.T.I.G. (Comando territorial independente da Guiné), onde é colocado como Chefe do Estado Maior, e sob o comando do General Spínola, posteriormente do General Bettencourt Rodrigues.  Esta missão, numa altura de grandes ofensivas do inimigo de então, o P.A.I.G.C., é levada até ao 25 de Abril, com alguns incidentes, sempre ultrapassados com muito “Mérito Profissional”, nomeadamente a “estadas forçadas” em aquartelamentos no teatro de operações, devido a  ataques do inimigo (flagelações) a essas  pequenas unidades militares na altura em que o Coronel Vaz as visitava como Chefe do Estado-Maior, bem como a sobrevivência à explosão de uma bomba (22/02/1974) que colocaram no Q.G. (Quartel General), tendo-lhe causado apenas pequenas escoriações.


Coronel Henrique Vaz e o Brigadeiro Banazol (Comandante do C.T.I.G),
durante uma cerimónia em Chão Felupe ( Guiné – 1973 ).



A partir desta data (25 de Abril), e como um dos militares (do Corpo do Estado-Maior) mais graduados1 do Exército Português, neste teatro de operações, leva outra missão até ao seu términos, a de em colaboração com as restantes autoridades civis e militares, entregar paulatinamente, os territórios até então sob a administração portuguesa, ao P.A.I.G.C. . Também terá simultaneamente de acantonar e desmobilizar algumas das tropas portuguesas africanas e de implementar o regresso de milhares de soldados portugueses ao Continente. Só regressará a Lisboa no dia 14 de Outubro de 1974, cerca de seis meses após a Revolução de 25 de Abril. Esta missão só será terminada na Comissão Liquidatária em Lisboa., onde permanecerá até Dez. de 1976.
1 - O Comodoro Almeida Brandão desempenhou as funções de comandante-chefe interino , o tenente-coronel (graduado em Brigadeiro) Carlos Fabião as de delegado da Junta de Salvação Nacional e de representante do Governo Português na Província da Guiné e o Brigadeiro Galvão de Figueiredo de Comandante Militar do CTIG.

Sem comentários: